Checklist de mudança: passo a passo completo para evitar imprevistos ao se mudar

Fazer um ​checklist de mudança é essencial se você tem data marcada para morar em uma casa nova.

A partir dele, é possível ter uma visão geral de todas as tarefas que você precisa realizar para que a mudança ocorra dentro do prazo — e sem estresse.

Por outro lado, a falta do planejamento pode levar a um processo desgastante e com imprevistos. Não é isso que você quer, certo?

Então você precisa de um checklist de mudança.

Para ajudar na tarefa, elencamos neste guia todas as tarefas que você deve fazer antes, durante e depois da mudança.

Siga com a leitura e fique por dentro das dicas.

Importância do checklist de mudança

Se você já se mudou alguma vez, sabe que o processo pode ser estressante se não houver uma boa organização.

Sem planejamento, qualquer etapa pode ser sinônimo de dor de cabeça, desde a falta de embalagens para empacotar os objetos até a escolha de uma transportadora que não oferece um serviço de qualidade.

Por isso, acredite: um checklist de mudança vai facilitar a sua vida e tornar o processo menos desgastante.

A ideia do checklist é organizar por tópicos todas as atividades referentes à mudança.

Dessa forma, fica mais fácil visualizar todas as pendências e garantir que você não vai pular nenhuma etapa importante do processo.

Além de uma mudança mais tranquila, a grande vantagem do checklist é economizar tempo a partir da organização de todas as tarefas que precisam ser concluídas até que você esteja instalado na casa nova.

Checklist antes da mudança

A seguir, confira o checklist que você precisa fazer antes do dia da mudança:

1. Analise o que vai para a casa nova

O primeiro passo é analisar quais itens serão levados para a casa nova e quais serão doados ou vendidos.

Vale a pena fazer desapegos desde móveis e artefatos de decoração até roupas e objetos pessoais.

É importante considerar o espaço disponível na sua casa nova. Avalie, por exemplo, se os móveis atuais têm tamanhos ideais para os ambientes.

Se não forem adequados, a dica é vendê-los em sites de vendas e fazer uma renda extra para pagar a mudança  — ou até mesmo os móveis novos.

2. Adquira embalagens

Outro item essencial do checklist de mudança é adquirir as embalagens para fazer o transporte.

Compre caixas de papelão, fita adesiva e caneta marcador para embalar objetos.

Em caso de itens frágeis, como vidros e porcelanas, é importante enrolar em plástico bolha e jornais para protegê-los durante o transporte.

3. Monte um kit de sobrevivência

O kit de sobrevivência é outro item indispensável no checklist.

Em uma pequena mala ou mochila, separe itens básicos que você precisa no dia a dia até a data da mudança.

Reserve itens de higiene, toalhas, utensílios básicos de cozinha, remédios e algumas peças de roupas.

É essencial montar o kit de sobrevivência antes de embalar os objetos da mudança para evitar que caixas já fechadas sejam abertas para resgatar itens importantes.

4. Embale objetos e roupas

Com as embalagens em mãos, é hora de empacotar os objetos e roupas.

A dica é separar os itens por categorias e criar etiquetas nas caixas para facilitar a organização.

Indique caixas que contêm itens frágeis para que a transportadora adote um cuidado extra com o material.

Essa sinalização pode ser feita de maneira simples com caneta marcador.

Já para as roupas, o ideal é transportar dentro de malas. Assim, você aproveita o espaço e reduz a quantidade de embalagens que precisa comprar.

Quanto aos eletrodomésticos, como televisão e computador, você pode enrolar cobertores grossos para protegê-los durante o transporte e evitar danos.

Na hora de embalar os objetos, faça um cômodo por vez para otimizar o tempo.

5. Atualize dados

Uma etapa burocrática é a de atualizar dados cadastrais em bancos, lojas e serviços de assinatura.

Faça uma lista de estabelecimentos em que você tem conta e atualize os dados antes da mudança para evitar que cobranças e entregas sejam direcionadas para o seu endereço antigo.

Não se esqueça de solicitar o desligamento de luz, telefone, água e gás.

6. Contrate uma transportadora

A contratação de uma transportadora também faz parte do checklist de mudança, principalmente se você vai transportar móveis grandes para a casa nova.

Nessa etapa, é essencial avaliar os preços das transportadoras e a credibilidade no mercado a fim de escolher a empresa com melhor custo-benefício.

Analise a reputação da transportadora nas redes sociais e, se possível, peça indicações para amigos e conhecidos que já fizeram mudança.

7. Confira regras e requisitos da mudança

Se você vai se mudar para um apartamento ou condomínio, também é importante conferir as regras de mudança.

Descubra o horário em que mudanças são permitidas. Geralmente, elas só podem ser feitas em horário comercial, durante os dias da semana.

Você também deve avaliar o transporte de móveis grandes e pesados.

Se você vai para um apartamento, há elevadores com metragem suficiente? Ou será necessário içar móveis e contratar um serviço especializado?

Avalie cada etapa da logística para evitar imprevistos.

8. Desligue eletrodomésticos

Por fim, antes da mudança você precisa desligar os eletrodomésticos.

A antecedência é válida principalmente para a geladeira e o freezer, que precisam descongelar antes de serem transportados.

Aproveite para embalar os eletrodomésticos com cuidado para evitar danos durante o transporte.

Dica complementar: reduza a quantidade de itens comprados no supermercado para evitar que os alimentos estraguem quando a geladeira for desligada.

9. Comunique a mudança

Se você mora em apartamento, não se esqueça de comunicar a mudança para o síndico.

Indique os horários que a transportadora fará o recolhimento dos móveis e caixas para que a entrada de funcionários no prédio seja liberada.

Checklist de mudança para o dia

Agora que você já sabe o que fazer previamente, descubra o checklist de mudança para o dia em que você vai se mudar:

1. Leve itens valiosos com você

Mesmo que você contrate uma transportadora de confiança, a dica é levar itens valiosos com você.

É o caso de jóias, documentos, dinheiro, cartões de crédito e laptop, por exemplo.

Além de ter mais segurança dessa forma, você evita que os itens frágeis sejam danificados no transporte.

2. Dê orientações para a transportadora

No dia da mudança, também é importante dar orientações para a transportadora.

Indique quais são os objetos frágeis, dê instruções para que as caixas sejam entregues corretamente na casa nova e deixe suas informações de contato disponíveis.

3. Prepare a rotina do dia

A rotina da mudança deve ser bem organizada para evitar imprevistos.

Por isso, confira o horário de chegada da transportadora e defina a lista de tarefas que você precisa realizar.

Também avalie se você vai precisar tirar alguns dias de férias para fazer a mudança durante a semana ou se algum integrante da família pode se dedicar a todas as tarefas em dias úteis.

Além disso, considere a rotina das crianças e animais de estimação. É indicado que eles fiquem com familiares ou amigos para evitar o estresse durante o dia.

Checklist depois da mudança

Depois de se mudar para uma casa nova, você ainda precisa fazer um checklist para deixar o imóvel nos trinques. Confira as principais dicas nos tópicos abaixo:

1. Organize móveis e eletrodomésticos

O primeiro passo é organizar móveis e eletrodomésticos para organizar os cômodos e manter a mínima funcionalidade da casa para você morar nela de imediato.

Organize primeiro os móveis grandes como sofás, camas e mesas nos espaços adequados.

Depois, instale os eletrodomésticos, priorizando geladeira e fogão, que são essenciais no dia a dia.

Com móveis e eletrodomésticos instalados, você pode organizar o restante das caixas que foram transportadas.

2. Tire os objetos das caixas

Em seguida, a dica é desempacotar todos os objetos que você levou para a casa nova.

Faça isso de maneira organizada, abrindo caixas de um cômodo por vez para evitar que os objetos fiquem espalhados pela casa.

Aproveite para lavar utensílios de cozinha e roupas de cama antes de começar a usá-los.

3. Organize armários

O terceiro passo é organizar os armários da casa, começando pelo guarda-roupas e pelos armários da cozinha e banheiro.

Nessa hora, disponha as roupas, utensílios e produtos de higiene em cada armário de maneira a facilitar o acesso aos itens mais usados no dia a dia.

Caixas organizadoras são boas opções para separar itens menores nos armários.

Aqui vale usar a criatividade. Você pode organizar desde meias e talheres dentro dos armários até separar caixas para guardar documentos importantes.

4. Mude as fechaduras

Também é interessante trocar as fechaduras depois de se mudar por precaução, sobretudo se a casa tiver ex-moradores.

Aproveite a oportunidade para fazer cópias da chave para todos os integrantes da família.

5. Faça pequenas reformas

Mesmo depois de você se mudar, alguns ajustes podem ser necessários.

Esse é o momento de fazer pequenas reformas, desde instalação de chuveiros novos até consertos necessários em pisos, paredes e encanações.

6. Monte a decoração

Por fim, é hora de montar a decoração para deixar a casa mais bonita e aconchegante.

Nesse momento, vale a pena refletir sobre o estilo que você deseja para o imóvel.

Se você prefere um estilo minimalista, por exemplo, objetos com cores sóbrias e móveis em madeira são boas opções.

Já para uma decoração clássica, abuse de cristais, tecidos e estofados para gerar o visual desejado.

Vale explorar a criatividade para deixar os espaços com a sua personalidade.

3 Passos essenciais para planejar a mudança

Agora que você já conhece o checklist de mudança completo, confira algumas dicas importantes na hora de planejar a sua mudança para uma casa nova:

1. Defina tarefas para cada integrante da família

Ao planejar uma mudança, é essencial definir responsabilidades para os integrantes da família.

A divisão de tarefas permite agilizar o processo e reduzir a carga de estresse envolvida na mudança.

Além de definir responsáveis por cada atividade, estabeleça prazos para evitar atrasos.

Afinal, conforme você agora já sabe, uma mudança bem-sucedida depende de uma boa organização.

2. Crie uma planilha de checklist

Para manter a organização, outra dica é criar uma planilha com os prazos e tarefas de todos os integrantes da família.

Insira o checklist completo na planilha, separando por categorias: antes, durante e depois da mudança.

Dessa forma, ficará mais fácil visualizar todas as pendências e manter todas as entregas dentro do prazo para que o processo de mudança seja mais tranquilo.

Há várias opções para montar o checklist, desde o famoso caderninho até aplicativos de organização de tarefas.

Se você prefere eliminar papel e caneta, algumas sugestões de aplicativos gratuitos incluem:

  • Trello
  • Planilha do Google Docs
  • Google Keep
  • Todoist
  • Checklist Fácil.

A principal vantagem dos aplicativos é possibilidade de todos os integrantes acessarem a lista de qualquer lugar, a qualquer hora, fazendo modificações necessárias e marcando a conclusão das tarefas em tempo real.

3. Organize as finanças

A organização das finanças é outro requisito do planejamento da mudança.

O custo mais elevado geralmente é o da transportadora. Por isso, avaliar o custo-benefício de diferentes empresas é essencial antes de tomar uma decisão.

Para evitar as dívidas na hora da mudança, faça um planejamento financeiro rigoroso, colocando todas as despesas em uma planilha de controle.

Avalie as suas despesas fixas e faça um orçamento de quanto custará a mudança.

Considere também outras despesas relativas ao imóvel, como parcelas de financiamento ou valor do aluguel, por exemplo.

Você tem condições de arcar com todos os custos? Será necessário parcelar algum deles? Quando você precisa reservar por mês para não ficar endividado?

Fazer essas perguntas é primordial para criar um orçamento adequado para a sua realidade financeira.

Como você pode ver, o checklist é indispensável para uma mudança tranquila e livre de contratempos.

Então, preparado para colocar o checklist da mudança em prática?

Se você gostou das dicas do artigo, deixe um comentário abaixo e leia outros conteúdos exclusivos do blog para ficar por dentro das tendências no setor de imóveis.